quinta-feira, 11 de setembro de 2008

BEM QUE EU DESCONFIAVA...

Como bom mineiro, tenho um grande número de Fiats que marcaram minha vida ao volante, desde um 147 1300 86 do meu avô, pas-sando por dois Unos e um Palio com motor Fiasa e mais três Palios com motor Fire. O fato é que, apesar da economia e suavidade de funcionamento dos Fire, sempre achei os Fiasa mais gostosos de dirigir, principalmente quando mais exigidos, longe do anda-e-pára do trânsito urbano, além de terem o volante em uma posição muito mais confortável. Pois bem, folheando um antigo livro sobre a história da Fiat no mundo, eis que constato que o projetista dos motores Fiasa foi ninguém menos do que Aurelio Lampredi, o mesmo que desenhou os motores das Ferrari de competição nos anos 50 que serviram de base para os V12 de rua dos anos 60, como a 330 GTC 1967 da foto. O Fiasa fez a sua estréia mundial nos primeiros 147 brasileiros e teve uma bela evolução, desde os pioneiros 1050 até o 1500 dos Prêmios e Elbas, sempre se mostrando nervoso e disposto a giros mais altos, dando ao motorista a impressão de que havia uma reservinha de giros bem ao estilo dos grandes esportivos, ao contrário do "torcudo" Fire que, se cumpre brilhantemente sua proposta de equipar modelos urbanos, decepciona um pouco quem gosta de tocadas mais esportivas. Aos que curtem as fotos, minhas apologias pelo "detalhe" acima do paralama direito...

8 comentários:

Julio Fachin disse...

Luisão, você é praticamente uma enciclopédia viva do automóvel! Parabéns de novo!
Quanto ao detalhe no lado direito da foto, sem comentários... rsrsrs.
Abraço!

Felipão disse...

Fantástico

Nem imaginava que era projeto dele...

E, assim como você, tive alguns Fiats também. Foram 3 Unos, 1 Palio Fiasa, 1 Tipo (imp) e o atual, 1 Palio Fire...

Mauricio Morais disse...

Luís, de Fiat não posso falar nada, nunca tive um. Sempre fui vidrado nos Volkswagem. Tive um Fusca, um Passat TS, (sonho com ele até hoje), um Gol uma Parati e um Apollo, também magnífico. Agora me rendi a um Renault Clio, e estou gostando.

Quanto ao "detalhe", achei muito "torcudo", para usar suas palavras.

Luís Augusto disse...

Hahahaha, bela definição. Concordo inteiramente com vc!

Roberto Torres disse...

Grande blog, não conhecia, peguei a dica no blog do FG.
Parabéns.
A fofinha sentada no paralama t´a o máximo

Luís Augusto disse...

Valeu, Roberto! Na hora que tirei a foto não me liguei no "detalhe" (rsrsrs).

Diego disse...

Amigo, só uma correção:

Não existe Fiasa 1600.

Os Fiats 1600, da linha Uno, Tipo, Palio e etc, são os Sevel, ou "argentinos".

òtimos motores, boa relação R/L, giradores.

Dos Fiasa, o mais interessante é o 1300. O 1500 vibra muito, não gira nada e te péssima R/L, apesar de ter um bom torque pra uso urbano.

Abs!

Digo Garcia
Administrador Clube do Uno Brasil
www.clubedounobrasil.com.br

Luís Augusto disse...

Diego, obrigado pelo esclarecimento, já corrigi a informação.