segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

RESPOSTA

Depois de quase 24h no ar, a pegadinha do post abaixo até que deu ibope, mas ninguém a-certou. Não se trata de observar detalhes da restauração ou da paisagem belo-horizontina, como sugeriram alguns. O que intriga na simpática Vemag é que a placa sugere ser um modelo 1960, mas ela tem todas as características dos modelos 62 ou 63, que são mais "limpos" do que as pioneiras, sobressaindo detalhes como ausência de friso no capô do motor e assinatura DKW-Vemag substituindo o emblema da Auto-Union no nariz. Até 60, os DKW nacionais tinham parachoques sem garras e vinham com o emblema da Vemag no paralama dianteiro, ausente nesse carro. Na foto de cima, chama a atenção a falta dos frisos paralelos no porta-malas e a porta traseia maior, tomando parte do desenho do paralama. A explicação é que se trata, realmente, de um modelo 62, conforme consta no site do Detran/MG, fazendo com que a placa preta - mesmo que com números equivocados, provavelmente culpa de algum despachante trapalhão - seja mais do que merecida.

10 comentários:

Anônimo disse...

Tentou explicar, mas não convenceu. Afinal o que tem a numeração da placa com o modêlo/ano do automóvel?
Abraço,

Anônimo disse...

Desculpe, esqueci de assinar. Outro abraço.
Vecchio

Gustavo disse...

Ahhh é isso? Pensei que a placa fosse homenagem a decada de fabricação , por isso não disse nada!rsrsrsr.
Abraço

José Carlos Costa disse...

Essa me pegou...
Eu já vi essa Belcar na Bandeirante e nunca me liguei que não era um modelo 60!!!

Aliás, muito educado o comentário do anônimo lá emcima.
Abraço,
Zé Carlos

Luís Augusto disse...

Vecchio, como eu disse na resposta, a placa SUGERE ser um modelo 1960. Claro que a correspondência da placa com o ano do modelo não é obrigatória, mas, nesse caso, somos induzidos a pensar que o DKW não está original (se fosse realmente de 1960, não estaria e provavelmente nem teria a placa preta).

Zé Carlos, obrigado pelo comentário, mas preferiria concentrar a discussão apenas sobre os carros, OK?

Chico Rulez! disse...

Eu sempre vejo essa DKW por lá. Às vezes o dono nasceu em 1960... hehehe

guilherme gomes disse...

Luís, tudo certo, mas me explique essas rodas!!! cadê aquelas inconfundíveis rodas DKW? e essa calota aí?!

Luís Augusto disse...

Guilherme, não vejo nada de errado com elas. Os DKW saíram com rodas sem furos até 1959, com esse modelo da foto entre 60 e 63 e com aquele cheio de furos (acho que é o modelo ao qual vc se refere) de 64 em diante.

Felipão disse...

Sou humilde em reconhecer que não acertaria nunca...huhuauaahhaha

abração!!!

Mauricio Morais disse...

Vou com o Felipão, he, he.