quarta-feira, 29 de outubro de 2008

ORIGEM HUMILDE

Nos anos 70 e 80, enquanto Honda e Toyota avançavam no segmen-to dos modelos de grande produção e a Nissan fincava sua bandeira no hall dos grandes esportivos da história, a Subaru se preparava para a imortalidade ao conceber uma das maiores lendas do Rally da geração seguinte à do Audi quattro, o Impreza WRX, que alcançou a glória nas mãos de gigantes como Colin McRae e Petter Solberg. Entretanto, a história da marca da constelação começou bem antes, em 1958, quando saiu de suas linhas de montagem o 360, número alusivo ao volume, em centímetros cúbicos, do motorzinho dois-tempos traseiro de dois cilindros e apenas 16 cv que o equipava. Produzido até 1971, a curiosidade ficava por conta da estranha posição dos retrovisores externos, unanimidade no mercado japonês nos anos 60 e 70 que perdurou até os anos 80 em alguns modelos. O 360 1965 da foto foi capturado do impagável site do Flávio Gomes e se encontra preservado em um museu na cidade de Fukuyama.

2 comentários:

Felipão disse...

hauhauhauhaua

juro que não entendo essa mania de retrovisores no capô...

e que clássico modelo..,

me fez lembrar de outros, como o Topolino, o 2Cv e etc...

Teca disse...

O Felipão não entende essa mania e a teca nunca viu, retrovisores no capô.

Onde você encontra tanta novidade antiga, Luis? Tão bacana...

Beijos.