quinta-feira, 30 de outubro de 2008

DUROU POUCO

Este belo Ford 1937 ilustra bem a visão norte-ame-ricana da tendência Streamline, muito admi-rada na Europa em modelos exclusivíssi-mos de marcas como Talbot ou Delage. Nos EUA, a primeira tentativa de dar formas aerodinâmicas às carrocerias foi com o Chrysler Airflow 1934, que acabou se revelando um fracasso de vendas, mas abriu caminho para o bem-sucedido Lincoln Zephyr de 1936. Na esteira do sucesso do "primo" de luxo, a Ford colocou no mercado, no ano seguinte, o seu modelo aerodinâmico, que trazia, além da novidade do desenho, aperfeiçoamentos no V8 Flathead, lançado em 1932, que melhoraram sensivelmente a sua refrigeração. Apesar da beleza e da leveza do estilo, os Streamlines tiveram vida curta no mercado americano, já que os consumidores pareciam gostar mais do estilo massivo das marcas da GM, lideradas pela Cadillac, e a Ford entrou nos anos 40 aderindo a tal tendência até que a produção fosse interrompida no início de 1942 para dar lugar aos bombardeiros B-24 Liberator usados na II Guerra.

5 comentários:

Teca disse...

Em que garagem está essa belezura, Luís?
Um belo Ford mesmo...

Beijos.

Luís Augusto disse...

Teca, sumida, bem-vinda de volta! Isso aí não é uma garagem é a galeria de arte do Colégio Pitágoras, que promoveu uma exposição de antigos em agosto.

Felipão disse...

Putz, luís...

Eu acho que tem um desses servindo de fliperama em um shopping aqui de santo andré...

Não lembro bem o modelo...

Vou passar lá, fotografar...

Qualquer coisa, te passo as fotos...

Abração!!!

Teca disse...

Ah ah! Luis, o termo "garagem" foi apenas força de expressão...

Estarei sempre aqui, mesmo que por vezes possa não comentar nada.

Beijos e felicidades.

Luís Augusto disse...

Teca, você não faz idéia da sofisticação das garagens de alguns colecionadores daqui. Essa da foto fica humilde perto delas.
Felipão, manda a foto que a gente tenta matar a charada.