terça-feira, 19 de maio de 2009

SUGESTÃO AOS ENDINHEIRADOS

Para os que acham que as Ferrari dos anos 50-60 assinadas por Pininfarina - que têm sido importadas em quantidades razoáveis nos ultimos tempos - já viraram clichê e que os concorrentes de Bologna e de Sant'Ágata Bolognese não oferecem o mesmo status, uma boa alternativa são os belos superesportivos ingleses da Aston Martin, firma surgida já em 1914, mas cujos modelos de rua só ganharam notoriedade mundial após a II Guerra, quando ela foi assumida por David Brown, "pai" da famosa série DB e do estilo que marca os Aston até hoje. Como Enzo Ferrari e Ferry Porsche, Brown reconheceu o poder das competições para promover seus esportivos e os DB fizeram história nas provas européias de endurance, nas quais a marca já vinha participando desde os anos 20, e a série evoluiu do DB1, de 1949, até o DB6 da foto - bom advertir que não se trata de um DB6 "qualquer", mas a versão Vantage com carroceria Superleggera, lançada em 1966, que conta com três Weber 40 capazes de levar o seis em linha 4.0 a 330 cv líquidos, enquanto os DB6 normais vinham com três SU. Ofuscado pelo antecessor DB5, que ficou famoso como o carro de James Bond, este DB foi considerado o melhor da série pela Classic & Sports Car. Até onde vão os cohecimentos deste que vos escreve, trata-se do único Aston a residir no Brasil e sua cidadania é bem anterior à onda atual de importações; para os que se animaram, seu concorrente de Maranello está aqui - qual dos dois você levaria para passear?

16 comentários:

M disse...

Este era cinza grafite, e chegou em São Paulo numa 6a.feira de 1977. No sábado fui almoçar com ele.

Luís Augusto disse...

M, se eu levasse um DB6 para almoçar, acho que me lembraria até da safra do vinho que pediria para acompanhar a ocasião!

Francisco J.Pellegrino disse...

Luis, tá vendo onde vc amarrou !"!!!

M disse...

Luís,
Não lembro nem o que foi que comí !
Lembro perfeitamente do dia porque fui almoçar com meu saudoso amigo Xandinho Aliperti, como costumávamos fazer aos sábados.
A barata tinha chegado na véspera e antes do almoço demos uma bela volta pela Imigrantes, acelerando para "limpar os carburadores".
Infelizmente, ele teve pouco tempo para curtir este carro.

Tohmé disse...

Caramba, esse pra mim bate as vermelinhas

Teca disse...

Difícil a escolha...

Beijos.

pedro belfort disse...

A escolha é bem fácil...

Fico com os dois!!!!

Gustavo disse...

Levo o Aston com certeza, sempre quis ser James Bond.
É grave Doutor?

Luís Augusto disse...

Acho que não, senão me enquadro na "doença"!!!

Marco A. Koch disse...

Sobre ser o único Aston no Brasil: Há, com certeza, o DBS 2008 aqui em Curitiba, já amplamente fotografado pelo pessoal do Fórum Ctbaexotics, e um DB7 foi testado na terrinha no ano de 2000 (entre maio e agosto, não me lembro ao certo) pela 4Rodas, não sei se permaneceu por aqui.

M disse...

Conheço 5 AM no braZil, entre antigos (2) e novos (3).
Em SP tem até um blindado !
Mas este da foto foi realmente o primeiro.

roberto zullino disse...

Lindo, mas só pode andar de dia e sem chuva, o Tio Lucas, The Prince of Darkness impede que se use na chuva e de noite. Aquilo dos filmes do 007 era truque, cinema e tv só têm falsidade.

Sem brincadeira, é no mínimo estranho e indicador de certa ignorância automobilística a presença tão pequena de Astons aqui. Se comparar com Ferraris, os números são ínfimos, a despeito de todo o galmour dos filmes do Bond.

Luís Augusto disse...

E, segundo o M, apenas dois antigos...

M disse...

Também é raro aparecer algum dos antigos a venda nos USA.
No ano passado perdí de comprar um V8 1974, que vendeu por $12,500.

Germano disse...

sem nem pensar uma vez, iria com DB6 claro...

M disse...

Pode se preparar para sangrar o seu porquinho !
No dia 9 de maio, no leilão da Bonhams, foi vendido um DB5 1965 por 240,000 LIBRAS !
Achou muito ?
Pois venderam um outro DB5 1963, "barn find" para ser reformado, por apenas 85,000 LIBRAS.