terça-feira, 8 de junho de 2010

ARAXÁ/2010 - TROFÉU JK

Se o Troféu Roberto Lee para o Mercedes 540K eram favas contadas desde o primeiro dia, os entusiastas da indústria automotiva brasileira ficaram na expectativa do Troféu JK, criado em 2008 para homenagear o melhor veículo nacional do evento. Dado o estado impecável deste Fiat 147 1977, não foi grande a surpresa quando ele faturou o prêmio. Aliás, impecável não é suficiente para descrevê-lo. Parece 0km em cada detalhe.

8 comentários:

Guilherme da Costa Gomes disse...

Com toda a certeza comentava-se lá no Concurso Dèlegance de 1979 que aqueles eram os últimos e verdadeiros autos colecionáveis e que um Fiat 147 jamais seria um carro de coleção. O tempo passou e aí está ele, dividindo o espaço com as mesmas Mercedes e Packard... E alguém duvida que os carros de hoje não serão colecionado nos dias de amanhã?

Luís Augusto disse...

Guilherme, creio que o desafio para tornar os carros comuns colecionáveis será a eletrônica. Entretanto, o desafio é o que instiga, não é mesmo?

Renato disse...

Putz, e eu que vendi meu gol... hehehehe
Mas anotei o RENAVAM, o chassi, etc... DAqui a uns trinta anos acho ele e restauro!

Gustavo disse...

Esse FIAT estava realmente impecável, maravilhoso, gostaria de ter um. Se é colecionavel ou não pouco importa o que vale é a lembrança que o carro traz.
E o Fusca que também foi premiado?

roberto zullino disse...

Tive um igualzinho, fora a primeira que não engatava com o carro quente, era um bom carro, nunca deu o menor problema,

Luís Augusto disse...

O primeiro carro que dirigi na estrada foi um 147 1300 86 a álcool do meu avô. Uma belezinha, não tinha problemas com a primeira nem com a ré. Carro muito justinho em tudo, pena que se foi um pouquinho antes de eu ter condições de ficar com ele...

Carros Antigos disse...

Marmelada, o Fuca tinha que ter levado esse troféu aí!

Luís Augusto disse...

Valeu, Nik, mas esse 147...