quarta-feira, 9 de junho de 2010

ARAXÁ/2010 - MISS SIMPATIA

Não houve em Araxá quem não abrisse um sorriso para essa ambulância Chevrolet 1957 recém-importada. Trata-se de uma special order com entre-eixos alongado e teto elevado, mantendo intactos os acessórios médicos da época. Apesar de ser um veículo de trabalho, vinha com alguns adornos típicos do Bel Air, não vistos em em modelos mais simples como o One-Fifty.

11 comentários:

Guilherme da Costa Gomes disse...

Essa não é a que pertencia à Ulbra?

Luís Augusto disse...

Uai, havia um banner explicativo ao lado dela que me induziu a pensar que era newcomer. Mas pode ser que eu tenha me enganado pelo excesso de informações!

Mário César Buzian disse...

Malta,

Essa ambulância foi importada mesmo pelo senhor ex-reitor da Ulbra, eu tenho muitas fotos dela, é sensacional, uma cápsula do tempo, tem todos os equipamentos médicos de época, e é uma carroceria especial da Hearse, que também fabricava os famosos carros papa-defunto.
Os adesivos e a pintura vermelha das rodas foram obra de seu atual proprietário.
Já "namorei" muito essa viatura, tenho verdadeira fascinação por toda a linha Chevy 1957, e esse carro é mesmo impressionante...
Se o amigo quiser, eu te mando uma bateria de fotos feitas lá no Museu da Ulbra, ok ??
Forte abraço da Turma do Sul !!!

Mário Buzian

PS: quando V. Sa. se dignar a pintar por essas bandas certamente não sentirás a falta de um ótimo pão-de-queijo, minha esposa faz um maravilhoso !!!

Luís Augusto disse...

Mario, será um prazer! Talvez iremos ao sul no mês que vem, te falo antes.

Dan Palatnik disse...

Parece uma daquelas feitas pela Memphian Coach Co. de Memphis, Tennessee, com a diferença do "pacote" Belair. Gosto raro o do Sr. Reitor...

Carros Antigos disse...

Devia estar antecipando o que estava por vir...

Anônimo disse...

Hearse em ingles significa carro fúnebre, portanto nunca houve fábrica com esse nome. Parece-me que existia uma empressa Henney, que usava chassis Packard e Chrysler Imperial para essa finalidade,mas já desapareceu há longos anos. AGB

Guilherme da Costa Gomes disse...

Não sei qual a graça em colocar inscrições em inglês... Não dava pra grafar "Ambulância" ao invés de "Ambulance"? Eta complexo de vira-lata...

Mário César Buzian disse...

AGB, vc. tem toda a razão !
Eu acabei me enganando em relação ao fabricante da transformação dessa ambulância, acho que pode ser a Henney mesmo, muito obrigado pela correção !
Forte abraço da turma do Sul !!!

Anônimo disse...

Era da Ulbra mesmo. Tive o prazer de vê-la por lá em 2005. Carro fantástico. Felizmente, não tinha os adesivos e a pintura vermelha nas rodas...

Anônimo disse...

Por favor, voce tem o contato do propietário da ambulancia Bel Air? Obrigado, abraço!!