segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

CONTRASTE

Depois de tantas postagens sobre esportivos europeus, um pouco da filosofia de esportividade da imensa maioria dos entusiastas americanos, que surgiu com os pony-cars em 1964 e evoluiu logo para os muscle-cars, cujo apogeu se deu na virada dos anos 70. Embora não tenha sido a inventora do conceito, a Oldsmobile foi a responsável por um dos maiores ícones da era muscle, o 442, que surgiu como pacote opcional nos F-85 e Cutlass em 1964 (a exemplo do pacote GTO para o Pontiac Tempest) e se tornou um modelo independente a partir de 1968, ano da unidade acima, que marcou presença na última Bienal do Automóvel com uma discretíssima mudança no visual original, que inclui rodas e pneus modernos. O nome 442 causa alguma confusão: os incautos são induzidos a pensar que ele se refere à cilindrada do motor em polegadas cúbicas, o que não é verdade (havia duas opções de V8, de 400 e 455 polegadas cúbicas). A versão mais aceita é a de que o 4-4-2 se refira a câmbio manual de quatro marchas, carburador quádruplo e escapamento duplo, mas, já em 1965, era disponibilizada opção de câmbio de três marchas, manual ou automático, ficando o primeiro "4" para designar a casa das centenas da capacidade cúbica do motor. Independentemente das adaptações do departamento de marketing, o 442 manteve a vitalidade até 1972, quando deixou de ser um modelo independente a voltou a ser um pacote opcional; em 1973 aparecia a opção de um V6 e, até o desaparecimento da denominação em 1991, do carisma original do 442, foi ficando apenas o nome, como ocorreu em tantos outros ícones americanos.

13 comentários:

Felipão disse...

Boa Luis...

Nem tinha ideia dos possíveis significados dessa sequência numérica. Sem dúvida, um clássico...

Tohmé disse...

Olds.
O coupê é lindo. O sedan é horrível.

Carros Antigos disse...

É isso mesmo, Luís, 4 engrenagens, 4 bocas e duas saídas. O que veio depois é marketing.
Para mim, os mais elegantes são os quadrados, pré-68, mais precisamente os 1966. Nossa, que carro bonito.
Veja esse artigo e me diga se não!

http://www.secondchancegarage.com/public/66-olds-442.cfm

Ah, e já que tocou no assunto, mais carros americanos, por favor!!! ;)

Abraço, Nik.

Gustavo disse...

Eu não faço muita questão dos americanos, gosto de poucos.

M disse...

Dotô !
Já está na hora de acabar com a moleza e voltar ao batente !
Abraços,

Luís Augusto disse...

Anigos, obrigados pelas palavras; novas postagens, só depois das férias!

M disse...

Uai ! Será que vc vai emendar este restinho de ano ? Hehehehehhh...

Cristiano disse...

Ola eu gostaria de uma parceria, eu tenho um blog grande:

http://osegredodemonalisa.blogspot.com/



e outro blog pequeno:

http://historiaautomovelcarro.blogspot.com/



eu quero fazer uma parceria de troca de

links, você coloca o link de meu blog pequeno

em seu blog e eu posso colocar o banner de seu

blog em meu blog grande, assim eu divulgo o seu

site no meu blog grande e vc ajuda a crescer

o meu blog pequeno.

Se tiver alguma dúvida é só entrar em contato.



att

cristiano.osm@gmail.com

Arthur Jacon disse...

Luís,

Muito embora nada tenha a ver com o post, peço licença para informar a você e aos blogueiros que hoje foi minha estréia na coluna "Questões de Direito" do Best Cars, que tem por finalidade tratar de assuntos que combinem automóvel e temas jurídicos, com uma linguagem acessível ao leigo.

Ficaria muito feliz se puderem me dar a honra da leitura.

Um forte abraço,

Arthur

Luís Augusto disse...

Arthur,
Acabo de ler a sua coluna, de excelente conteúdo. Para quem gosta de carros, as estratégias do Dr. Caoa já são notórias, mas é sempre bom alertar o grande público. Sucesso para vc no Bestcars!

Arthur Jacon disse...

Obrigado, Luís.

Anônimo disse...

Que saudades!
Meu pai tinha um: transmissão Jetway, motor 400 350cv (devia ter mais se colocado em um dinamometro!), O interior branco com bancos individiais, o console, o vacuometro, o radio e a antena eletrica. Vidros elétricos, 200 km/h (125 m/h) na recém construida Imigrantes! Cor:Verde petróleo. Grande máquina.
Sds
Paulo

Luís Augusto disse...

Paulo, bem vindo!
Volte sempre!