terça-feira, 19 de julho de 2011

PEÇA DE MUSEU


Um dos pontos altos do Brazil Classics 2010, pouco comentado na época, foi ver Schacht 1902, do alto dos seus 108 anos, funcionando garbosamente no desfile da premiação e confirmando a tese de que carro antigo é feito para rodar (e antigo, aqui, não é força de expressão...). Pouco conhecida, a marca norte-americana produziu veículos até a I Guerra, após a qual se especializou em caminhões, sendo que esta unidade - pioneira da marca, já trazendo a inovação do radiador em colméia - compartilha com o De Dion o título de veículo mais antigo conhecido no Brasil. Entretanto, até onde vão os conhecimentos deste blogueiro, o Schacht se diferencia do francês por residir no Brasil desde sempre. Alguém confirma a informação?

15 comentários:

Alexandre Zamariolli disse...

Para quem quiser saber mais, esse mesmo carro foi objeto de uma matéria publicada na saudosa e querida Motor 3 (nº 73, julho de 1986). A foto de abertura é fantástica, com o mestre José Luiz Vieira ao volante da máquina, rindo de orelha a orelha ...

Anônimo disse...

Segundo a Wikipedia (apud Beverly Rae Kimes) a Schacht só começou a fabricar veículos motorizados em 1904. Antes produzia carruagens. Aliás, este carro não é um automóvel (a Mercedes 1901 é o primeiro auto verdadeiro) mas sim uma carruagem com motor. AGB

Luís Augusto disse...

AGB, o que eu pude constatar com meus próprios olhos é que este carro é capaz de mover a si próprio...
Pode ser que haja alguma imprecisão no registro, mas ele sempre foi apresentado como modelo 1902.
Talvez o Alexandr Zamariolli possa consultar sua Motor3 e esclarecer algo.

Nikollas disse...

Ou quem sabe digitalizar as páginas e compartilhar conosco seu conteúdo!
Sobre este modelo aí ser um automóvel ou nao isso me parece uma discussão semântica bem simples, ou nao? Sei lá, tem motor, se locomove sozinho.... Se tem boca e rabo de jacaré, deve ser um jacaré.

Joel Gayeski disse...

Automóvel = "que se move por si só"
"." e basta.

Paulo Levi disse...

Vi esse Schacht ao vivo em 2003, último ano em que o Brasil Classics foi realizado em São Lourenço antes de se bandear para Araxá.

Guilherme da Costa Gomes disse...

AGB, deu sinal! Tava sumido! um dos meus anônimos preferidos!!

Luís, sobre o De Dion não sei, mas este Schacht sempre foi brasileiro sim, e melhor, é mantido como peça de coleção há no mínimo 50 anos! Mas sempre há o que se esclarecer e, como regra, esta unidade deve ter uma bela história!!

Abraços,

Luís Augusto disse...

Guilherme, o De Dion já veio para cá na terceira idade. Depois dê uma lida no post sobre ele aqui mesmo e nos comentários.
Paulo, na verdade o encontro sempre foi em Araxá. Só esteve em São Lourenço de 1997 a 2001 (acho) porque o Grande Hotel ficou fechado para um certo governador de MG roubar seus lustres, tapetes e adornos....

regi nat rock disse...

essa discussão tôsca a respeito de que era carroça etc... é isso mesmo. TÔSCA.
No início, queriam só substituir o cavalo por uma traquitana/engenhoca que funcionasse. Ou alguém pensa que se preocupavam com CX, cintos de segurança, airbags e bancos anatômicos?
Esse veiculo é simplesmente sensacional, ainda mais por estar chug chug chug... funcionando.

Paulo Levi disse...

Luís, realmente errei a data da ocasião em que vi o Schacht em São Lourenço: foi em 2001, e não em 2003.

A propósito de São Lourenço, participei dos Encontros de 1997, 1999 e 2001. Uma das coisas mais divertidas ali eram as provas de arrancada na pista do aeroporto local, das quais participei em 1997 e 1999. Já em 2001 a prova foi cancelada na última hora, supostamente a mando de um certo ex-governador de MG, desafeto de algum dirigente do Veteran.

Anônimo disse...

A tecnologia do automóvel é completamente diferente de uma carruagem motorizada. Aqui falamos de chassis, suspensão, direção, disposição dos órgãos motores, centro de gravidade, raio de curva, reações de frenagem etc. O aparecimento do Mercedes simplesmente tornou obsoleto da noite para o dia esse gênero de construção tôsca que o Schacht representava. Em memória de dois homens extraordinários: Wilhelm Maybach que concebeu o modelo e Emil Jellinek que o financiou. AGB

Anônimo disse...

Motociclo é automóvel? AGB

Alexandre Zamariolli disse...

Luís,
Eu adoraria fazer a consulta a que você se refere. O problema é que minhas revistas antigas permanecem encaixotadas desde que me mudei para minha atual residência, por volta de 2002. Mas posso afirmar de memória que, na matéria, o José Luiz comenta a respeito dessa divergência histórica sobre a data de fabricação do primeiro Schacht.
Abraços a todos.

Luís Augusto disse...

Alexandre, obrigado pela complementação. Posso dizer que vivo um problema semelhante ao seu aqui em casa...

Anônimo disse...

E se eu disser que tenho uma Kadnet & Co de Rosswein GR de 1 896 que estou transformando em tração elétrica porque era para uma parelha de cavalos mas que meus amigos não querem puxar e meus inimigos também não ? Ela está em Atibaia atualmente. Decio