sexta-feira, 1 de julho de 2011

GENIOSO

Reconhecido pela GMB como o Chevrolet mais antigo do Brasil, este simpático modelo H2 1915 (a série H foi introduzida em 1913) representa a última linhagem desenvolvida sob supervisão de Louis Chevrolet, nascido na Suíça, criado na França e consagrado como piloto de corridas nos EUA, onde chegou no início do século XX. Seu sucesso nas pistas fez com que Bill Durant, fundador da GM, vislumbrasse a ótima aceitação de uma nova marca de automóveis ostentando seu nome, surgindo então a Chevrolet Motor Car Company em 1911, cujos modelos foram eleitos, a partir de 1914, para combater o sucesso do Ford T. Isso parece ter desagradado o prestigioso piloto francês, que se afastou da companhia no ano seguinte, após desentendimentos com Durant - que, como Chevrolet, era conhecido pela personalidade forte. Sobre o Chevrolezinho da foto, uma curiosidade: ele ficou parado por anos na coleção de um associado do Veteran de BH, mas acabou vendido para o Mauro Salles, que se encarregou de sua meticulosa restauração, e debutou no Brazil Classics 2004. Na hora do desfile da premiação, entretanto, se recusou a funcionar, talvez para zombar dos mineiros que o desprezaram em suas coleções (eu e meu irmão estávamos entre os que tentaram empurrar o carrinho da última hora), mostrando ter herdado o gênio forte dos seus criadores.

8 comentários:

Mauricio Morais disse...

Ótima história Doc! E esse carro é mesmo uma belezura.

Paulo Levi disse...

Hehe...ótimo causo.
Também gostei da pintura branca desse Chevrolet, perfeita pra enfatizar a rivalidade com os Fords do mesmo período.

João Cesar Santos disse...

complementando o Paulo Levi.... 'com os Fords do mesmo período que eram disponibilizados somente na cor preta'

Luís Augusto disse...

Obrigado, amigos! Realmente é um causo curioso, mas deu pena de ver a cara desolada do Mauro Salles olhando para o carrinho empacado.

Prof. Chico disse...

Curioso seria saber como que a GM Brasil pode considerar este auto como o Chevrolet mais antigo em nossa pátria se ela não está nem aí para seus antigos, tendo se desfeito de vários carros de seu acervo (!) Por acaso a Chevrolet brasileira tem algum cadastro de carros antigos para poder dizer se este ou outro é o mais antigo aqui? É claro que não. Esperei anos pelo Museu GM, passaram os carros para a ULBRA, a qual, por sua vez, teve o fim que teve. Uma empresa que DÁ FIM em seus veículos históricos, como o último Kadett produzido, pode vir a falar alguma coisa sobre carro antigo? Penso que não.

Francisco J.Pellegrino disse...

Belo carrinho...aqui no Brasil só se pensa no "LUCRO BRASIL" e mais nada, quem das montadoras vai querer manter um museu???lá na Europa eles tem aos montes e ainda levam nossos carros.

Anônimo disse...

Nos 80s, este Chevy esteve na coleção do Caetano Carminagni, aqui de SP (Campinas). Tem uma foto dele publicada na clássica "Autos Antigos" que tem, salvo engano, um Mustang azul na capa.

João Simonetti

Solange e Alessandro disse...

Olá.:

Parabéns por sua postagem e blog.

Estou com novo blog, gostaria de contar com sua visita.

Siga também, será um prazer.

Obrigado e Até aproxima.

Abs.
Solange e Alessandro

Blog novo:
http://buildingconectores.blogspot.com/