quarta-feira, 21 de julho de 2010

FORMA SEM FUNÇÃO


A linha Galaxie estreou no Brasil no Salão do Automóvel de 1966, tendo sido posta no mercado no ano seguinte sob a denominação Galaxie 500. Dois anos depois viria o Galaxie LTD, que trazia acabamento superior, opção de câmbio automático e o V8 Y-Block 292 (4.8 litros) no lugar do 272 (4.5 litros). A partir de 1971, o LTD passaria a ser chamado de LTD Landau, mantendo o V8 292 e diferenciando-se pelo vidro traseiro diminuto e pelo enfeite na coluna C, que fazia alusão às dobradiças de luxuosas carruagens conversíveis do século XIX - os landaus - em um dos mais emblemáticos exemplos do estilo rebuscado da escola norte-americana que tinha seus adeptos aqui nos trópicos. O Galaxie 500, mais sóbrio, continuou em linha até 1979, mas o LTD se tornou um modelo separado do Landau após a reestilização de 1976, quando o top-de-linha da Ford ganhou o V8 small-block 302 (5.0 litros), perdeu as imitações de dobradiças e ganhou um visual austero, mais sintonizado com os anos 70 do que seus antecessores, que atingiram o ápice do excesso nos modelos da linha 1973-75, como o da foto acima.

2 comentários:

M disse...

Indicutivelmente, nestes anos foi o carro mais bem acabado fabricado por aqui.

Nikollas Ramos disse...

Teu poder de síntese é brilhante, Doutor. Impressionante.
Abraço, Nik.