sábado, 2 de abril de 2011

O CAÇA BRITÂNICO


Dois anos antes de a Ford homenagear o P-51 Mustang, considerado o melhor avião de caça norte-americano da II Guerra, os ingleses da Triumph fizeram o mesmo ao lançar um esportivo mais leve simples como alternativa à apreciada linha linha TR e evocaram o carisma do imortal Spitfire da RAF para o pequeno roadster, lançado no final de 1962. A deferência fazia sentido, pois leveza e agilidade foram qualidades que fizeram com que o caça britânico derrotasse os, até então, imbatíveis Messerschmitt alemães nos céus da Inglaterra em 1940. Nas estradas, o grande adversário do Spitfire era o conterrâneo MG Midget, nascido um ano antes, mas cuja carreira ficou um tanto ofuscada pelo sucesso do MGB, maior e mais potente. Produzido até 1981 com alterações apenas superficiais na carroceria, o pequeno Triumph teve o quatro-cilindros crescido do 1.2 de 63 cv dos primeiros tempos até o 1.5 de 75 cv das safras finais e costuma ser venerado pelos donos, que vêem nele o legítimo herdeiro do espírito dos roadsters ingleses dos anos 30 e 40. O modelo 1967 acima, representante do primeiro ano do Spitfire Mk III, foi fotografado hoje no encontro do Alphaville.

15 comentários:

M disse...

Tem um igualzinho na minha garagem.

F250GTO disse...

O Spitfire é muito charmoso, com aquela frente que se abre inteira facilitando o acesso ao motor e supensão do carro.
Como todo o conversível, chama a atenção, tem um desempenho razoável para a categoria e propociona um ótimo prazer ao dirigir.
Pena que por aqui, alguns proprietarios se desesperaram e na primeira dificuldade de manuntenção, colocaram motor de Chevette nos bichos...
Arrrggghhhh!
Romeu.

Anônimo disse...

Ainda bem que foram motores de Chevette....os AP seriam bem piores......

Anônimo disse...

Pensando bem acho que os AP ficariam bem melhores.

Paulo Levi disse...

Se fosse mesmo preciso instalar um outro motor, acho que o ideal seria o do Dodginho. Com um kit de 2 carburadores SU, esse motor manteria intacta a personalidade britânica do Spitfire.

Luís Augusto disse...

Hummmm...
Bem lembrado! Mas tenho uma cisma com esses SU...
Meu MG está com Weber!

M disse...

Maus...
O motor do Dodginho não cabe lá, mas é muito parecido com o do MGB !
O motor nacional que guarda mais semelhança com o 1275 do Triumph é o CHT.
Os SU são excelentes !

Francisco J.Pellegrino disse...

Luis, só o M gosta dos SU fica com o Weber.

roberto zullino disse...

bomba, quebra a primeira do câmbio parado, meu cunhado teve dois novinhos, um vermelho e um branco, viviam no guincho.
o câmbio quebrava tanto que um amigo resolveu colocar um cambio de JK num desses e eu ajudei, na época era o úncio cambio que tinha, não tinham saído os chevettes. ficou uma bosta lógico, mas funcionou, cortamos até o assoalho. para dois garotos de 19 anos nos saimos bem.

Luís Augusto disse...

Zullino, que prazer em revê-lo! Pelo jeito a F-Vee deu um tempinho...

Thiago disse...

Olha meu carro ali acima do Corvette!! Luís, você viu o Jaguar V12 targa? Lindo, acho que é um que esteve a venda por muito tempo no WebMotors. Ah, e o Cadillac coupé, Northstar, também esteve a venda no Mercado Livre, lindos!! Esse MG estava bem bonito! É de um dos sócios que organizam o encontro de Nova Lima. Abraço!

Luís Augusto disse...

Thiago, isso é um Triumph!

M disse...

Pois é...

PS - O câmbio só quebra na mão de búfalos.
E búfalos de 19 anos merecem andar de ônibus.

roberto zullino disse...

o que não se faz para vender um carro.

Thiago disse...

Falha nossa! Com a marca na frente, ainda falei besteira! hehe