quarta-feira, 6 de junho de 2012

MARCAS RESSUSCITADAS

A observação veio da ótima cobertura do Paulo Levi sobre o museu da Audi em Ingolstadt. Seria a Audi um caso único de exumação, nos anos de ouro do automóvel, de uma marca extinta? Como já dito por aqui, as fábricas do grupo Auto Union, inclusive a da Audi, ficaram no território alemão ocupado pela URSS e os ocidentais resolveram dar continuidade apenas à DKW no pós-guerra, hibernando Wanderer, Horch e Audi, sendo que esta última ressurgiu em meados dos anos 60, como já contado aqui. Na hora em que li a reportagem do Paulo me veio à mente um álbum de figurinhas da Quatro Rodas de 1989 que trazia uma das primeiras carruagens sem cavalos, um Wartburg 1898 como o da foto acima (provavelmente o mesmo carro), um dois-lugares com motor de dois cilindros e 3 cv feto sob licença a partir de um veículo francês chamado Decauville. A Wartburg pereceu já em 1904, mas o nome foi resgatado pelo governo socialista da DDR para aproveitar uma fábrica da BMW próxima à fortaleza de Wartburg (que, incidentalmente, é o cenário da ópera Tannhäuser, de Richard Wagner) e fabricar projetos DKW sob outra marca, que fez parte do conglomerado VEB Automobilwerk Eisenach.

4 comentários:

Belair disse...

Como tudo que e' alemao,meio complicada essa saga nao?
Interessante e' essa tendencia tedesca a aglomerar as automotivas;a AUDI hoje e' parte,de novo,de um conglomerado,o grupo VW.
Se bobear,o Ferdinand Piech ressuscita tambem a marca Wartburg,DKW,Horch...

Luís Augusto disse...

Acho que a VW deveria ressuscitar a Horch para correr no nicho da Maybach e da Rolls-Royce. Seria um tapa de luva na antiga rival da Horch, a Mercedes, que ficaria um degrau abaixo, junto com a Audi.

Rafael Silva disse...

Boa noite, caros!

Acho uma grande ideia um blog para prestar tributo a essas grandes obras de artes de engenharia e paixão!
Estou reformando uma Kombi 73 e gostaria de poder contar com a ajuda de vocês nesse processo, pois essa é a primeira reforma da nossa família.
O blog onde estou contando toda história é o longocaminhodecasa.blogspot.com/ e gostaria muito de poder contar com a ajuda e visita de vocês.

Muito obrigado por tudo!

Luís Augusto disse...

Rafael, tenho em minha garagem uma Kombi 74 inacreditavelmente original, inclusive com os puxadores internos das portas em baquelite. Se precisar de alguma referencia pode me contactar.